Pedem – me um poema – João Cabral de Melo Neto

 

 

 

Pedem-me um poema,

um poema que seja inédito,

poema é coisa que se faz vendo,

como imaginar Picasso cego?

 

Um poema se faz vendo,

um poema se faz para a vista,

como fazer o poema ditado

sem vê-lo na folha inscrita

 

Poema é composição

mesmo da coisa vivida,

um poema é o que se arruma,

dentro da desarrumada vida.

 

Por exemplo, é como um rio,

por exemplo, um Capibaribe,

em suas margens domado

para chegar ao Recife.

 

João Cabral de Melo Neto

In Revista Veja

tela Erato, Muse of Poetry by Sir Edward John Poynter, 1870

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s