Recordação – Rainer Maria Rilke

 

 

 

E tu esperas, aguardas a única coisa

que aumentaria infinitamente a tua vida;

o poderoso, o extraordinário,

o despertar das pedras,

os abismos com que te deparas.

 

Nas estantes brilham

os volumes em castanho e ouro;

e tu pensas em países viajados,

em quadros, nas vestes

de mulheres encontradas e já perdidas.

 

E então de súbito sabes: era isso.

Ergues-te e diante de ti estão

angústia e forma e oração

de certo ano que passou.

 

Rainer Maria Rilke,

in “O Livro das Imagens”

Tradução de Maria João Costa Pereira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s