8 .

 

 

Sopra um vento em Pequim.

Árvores altíssimas respiram pássaros.

Entre eles é fácil ouvir o que sobra

do movimento dessa luz.

O vento me ergue pelos braços, me leva à copa

da mais alta árvore.

Agarrado aos galhos não sinto medo de nada.

Daqui de cima posso ver

que a esquina sopra com o vento.

E assim igual o vento,

passa minha vida,

entre a pedra e a flor.

Fernando Karl

In Esquina,China e outros poemas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s