Manhã

Altos os troncos, e no silêncio os cantos:

A hora da manhã, a nós nascida,

Cobre de verde e azul o gesto simples

Com que me dás, a tua vida.

Confiança das mãos, dos olhos calmos,

Donde a sombra das mágoas e dos prantos

Como a noite do bosque se retira:

Altos os troncos, e no alto os cantos.

José Saramago

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s