Para lembrar – Roseana Murray

Quando eu morrer

me amarre em teu corpo

com as vigorosas cordas

da palavra,

quando eu for só palavra

me amarre em teus olhos

com as frágeis cordas

da memória,

quando eu for apenas

uma fragrância longínqua,

toque os sinos

da minha poesia

para lembrar,

 

Roseana Murray

In Poemas para ler na escola

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s