Versos de Outono – Ruben Dario

Cheiro de Outono - Herman Hesse

Quando meu pensamento vai a ti se perfuma;

teu olhar é tão doce que se torna profundo.

Sob os teus pés nus ainda há brancura de espuma

e em teus lábios resumes a alegria do mundo.

O amor passageiro apresenta o encanto breve

e oferece um fim igual para o gozo e a dor.

Faz uma hora que um nome gravei sobre a neve;

há um minuto escrevi sobre a areia o meu amor.

As folhas amarelas tombam sobre o caminho

por onde passeiam tantas duplas amorosas.

E na taça do outono perdura um vago vinho

em que hão de desfolhar-se,Primavera, tuas rosas.

Rubén Darío

(1867-1916)

Anúncios

Uma resposta em “Versos de Outono – Ruben Dario

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s