Caio Fernando Abreu

 

Quando a gente está contente

tanto faz o quente, tanto faz o frio.

Tanto faz que eu me esqueça

do meu compromisso ou isso e aquilo

que aconteceu dez minutos atrás.

Dez minutos atrás já deu

pra uma teia de aranha crescer

e aprender a sua vida na cadeia do pensamento

que de um momento pra outro começa a doer.

Quando a gente está contente

gente é gente, gato é gato

barata pode ser um barato total.

Tudo que você comer deve fazer mal.

Quando a gente está contente

nem pensar que está contente

nem pensar que está contente

nem pensar: a gente quer

a gente quer, a gente quer

a gente quer é viver.

 

Caio Fernando Abreu

In Poesias Nunca Publicadas de Caio Fernando Abreu

tela Romero Brito

Anúncios

2 respostas em “Caio Fernando Abreu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s