Conselho Caipira

transversos

A vó dizia

– Gente encolhe, minha filha

E a menina ria, ria.

As duas eram pequenas

mas a menina crescia – e sabia

Ser baixinha como a avó

Queria de jeito nenhum

-Tem jeito não, minha filha,

não escapa porque

as arruelas da espinha

são todas empilhadinhas

vão ficando socadas,

por força do muito peso

da vida que passa e deixa

toda gente concentrada

feito leite apurado

pra fazer ambrosia

E a menina ria e ria…

É coisa da natureza,

Não tem de quê reclamar

tem é que ter cuidado,

para de outro modo

não se deixar encolher

Por que tem um jeito torto

de ficar menor também

E este jeito, menina,

Convém mas é a ninguém …

E aí a menina não ria,

que só com a melodia

a indicar outro assunto,

a avó ensinava atenção

e paciência de tempo

– A menina vai ver gente

que a…

Ver o post original 108 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s