Com as roupas e as armas

transversos

Acordou com os fogos. Reverenciou S. Jorge ainda deitada, virando e pedindo só mais cinco minutinhos.

Diariamente na luta-lida das batalhas, enfrenta o transporte, as investidas, a repetição, o assédio.

Tem consciência do trabalho alienado, da moral e do corpo assediados. De que adianta? Conhece colegas que nunca mais arrumaram emprego depois de processarem as empresas. E se cala com a boca de feijão.

Não há refeitório, precisa engolir às pressas de pé em qualquer canto. Precisa engolir, como engolem sua vida, seus sonhos e como engolirão a vida e os sonhos dos seus filhos, se os tiver um dia.

No filme que viu com Jennifer Lopez e Antonio Banderas, havia uma cidade onde as mulheres eram assassinadas e a população acreditava ser obra do diabo. Já sabia que o diabo vive entre nós, respira, caminha, nos aperta a mão e não é ser de outro mundo.

Caminha com as…

Ver o post original 72 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s